Regulamento

“O MAIOR ROBALO DO BRASIL”

 

         TÍTULO  I   –   DO TORNEIO E AS SUAS FINALIDADES

Art. 1º – O Torneio de Pesca Esportiva “O MAIOR ROBALO DO BRASIL“, será regido pelo presente Regulamento, e terá como finalidade desenvolver a prática da Pesca Esportiva, incentivar e estimular o hábito de pescar, manusear, reanimar e soltar de forma correta o robalo, preservando a manutenção da espécie e conscientizando a opinião pública do valor e o potencial econômico e turístico da Pesca Esportiva.

 

         TÍTULO  II   –   DA ORGANIZAÇÃO

Art. 2º – A Direção do Torneio será exercida por uma Comissão Organizadora, e junto a ela um Conselho Técnico, uma Equipe de Produção e Divulgação de Mídias, e uma Secretaria Geral.

2.1 – A Comissão Organizadora será composta por 03 (três) membros de reconhecida atividade no desenvolvimento da pesca esportiva.

2.2 – O Conselho Técnico, composto por 03 (três) membros, terá como finalidade de ajudar a Comissão Organizadora a dirimir as dúvidas na homologação dos vídeos enviados, caso seja necessário.

2.3 – A Equipe de Produção e Divulgação de mídias será responsável pela formatação e publicação dos vídeos e das fotos enviadas e homologadas dos participantes, nas diversas mídias oficias do Torneio.

2.4 – A Secretaria Geral responsável por toda e qualquer correspondência, divulgação e arquivamento dos documentos relativo ao Torneio.

         

          TÍTULO   III   –   DA PROGRAMAÇÃO

Art. 3º – O Torneio “O Maior Robalo do Brasil” terá o seu início às 12:00h do dia 01 de Novembro de 2018, e encerrará no dia 17 de fevereiro de 2019, às 23:59h, e o Resultado Final do Torneio será oficialmente apresentado no dia 20 de fevereiro de 2019.     

 

          TÍTULO   IV   –   DOS PARTICIPANTES E SUAS INSCRIÇÃO

Art. 4º – Poderão participar do torneio os pescadores do sexo masculino e feminino, maiores de 18 anos, que estiverem com as suas licenças de pesca amadora válidas, e menores de idade, devidamente autorizados pelos seus responsáveis legais.

4.1 – As inscrições serão feitas diretamente no site oficial do torneio www.omaiorrobalodobrasil.com.br onde o participante deverá preencher sua ficha de inscrição e encaminhá-la à apreciação da Comissão Organizadora.  A sua adesão ao Torneio implicará automaticamente no reconhecimento deste Regulamento Particular, e na concordância de todos os itens nele existente, e as demais decisões da Comissão Organizadora.

4.2 – Os competidores como parte obrigatória da sua inscrição, deverão estar seguindo/curtindo as redes sociais do torneio: Página do Facebook; Perfil do Instagram; Canal do Youtube.

4.3 – Todas as exigências para a inscrição no torneio deverão ser cumpridas para que se faça a confirmação da participação do pescador no mesmo.

4.4 – As inscrições serão abertas no dia 1 de Outubro de 2018 a partir das 12:00 horas.

4.5 – Após a inscrição aprovada, o competidor deverá solicitar a régua oficial do Torneio, arcando   com o valor do frete para envio da mesma.

 

          TÍTULO  V   –   DAS CATEGORIAS

Art.5º – O Torneio será disputado nas seguintes categorias:

5.1 – CATEGORIA FLECHA – (Centropomus undecimalis),

5.2 – CATEGORIA PEVA – (Centropomus parallelus),

5.3 – CATEGORIAS ESPECIAL FEMININA (Premiação Especial),

5.4 – CATEGORIA ESPECIAL INFANTO-JUVENIL (Premiação Especial),

Obs: Qualquer outra espécie de Robalo apresentado, após análise do Conselho Técnico, não será  homologado.

5.5 – Os participantes poderão participar com peixes capturados em ambas as categorias acima descritas    (5.1 e 5.2), porém apenas com o seu maior peixe de cada espécie.

 

                TÍTULO  VI   –   DA COMPETIÇÃO

Art. 6º – Os participantes deverão utilizar somente iscas artificiais, sejam elas rígidas ou não, sendo VEDADO  o uso de qualquer isca natural ou engodo feito por ela. A pesca do robalo poderá ser feita desembarcada ou embarcada, em qualquer lugar do território nacional onde haja a espécie, e a soltura do exemplar VIVO será obrigatória.

6.1 – NÃO serão validados os peixes capturados em locais onde os robalos são criados em cativeiro, como Pesque e Pague, lagos ou represas particulares, ou em áreas de proteção ambiental, e abaixo das medidas mínimas de 40 cm para Robalo Peva e 60 cm para Robalo Flecha.

6.2 – Após a captura, o Robalo deverá ser fotografado nas mãos do pescador, SOMENTE NA POSIÇÃO HORIZONTAL, em duas poses distintas com a cabeça do peixe em direção diferentes (direita e esquerda), exibindo assim ambos os lados do peixe.

6.3 – Após fotografar e reanimar o peixe, o pescador deverá realizar a medição, que deverá ser integralmente filmada, primeiro em plano geral, e depois mostrando que a mandíbula inferior está encostada na marca ZERO no inicio da régua, e percorrendo até a extremidade mais distante da cauda, com ela OBRIGATORIAMENTE ABERTA, e deverá mostrar nitidamente a marcação numérica da régua que determinará o tamanho declarado do robalo. Na filmagem da medição deverá aparecer a chave de validação em cima do robalo.

6.4 – Para validar a homoloção da captura, o pescador deverá, de forma contínua, sem edições ou cortes da filmagem citada no item anterior (6.3), fazer a soltura do robalo, após o mesmo ser devidamente reanimado, segurando-o apenas pelo rabo, e permitir que o mesmo saia nadando pelas suas próprias forças, sem a ajuda do pescador e SEM IMPULSIONAR O PEIXE.

6.5 – Para encerrar a filmagem, o pescador deverá falar seu nome, o local onde foi feita a captura (falando a cidade e estado) e apresentar a chave de validação fornecida pela Comissão Organização do Torneio.

6.6 – Em caso de dois ou mais peixes terem a mesma medida, o critério de desempate será pela data de envio para homologação mais antiga, que terão prioridade na classificação.

6.7 – Durante a filmagem será permitido o uso de vestuário referente aos seus patrocinadores, porém NÃO será permitido citar nomes do material utilizado, nome do fabricante,  e de qualquer tipo como propaganda ou informação técnica nos áudios.

6.8 – O envio das capturas será feito diretamente no site oficial do evento www.omaiorrobalodobrasil.com.br. As fotos e os vídeos, TOTALMENTE SEM EDIÇÕES, deverão ser anexados após o preenchimento completo do formulário. O NÃO preenchimento completo do formulário acarretará na não homologação da captura. A medição deverá ser feita com a régua oficial do torneio, fornecida após a inscrição ou a régua Oficial do IGFA.

6.9 – A homologação e a determinação do tamanho final do robalo serão declarados pela Comissão Organizadora, após analise das fotos e vídeo encaminhado.

 

 TÍTULO  VII   –   DA PREMIAÇÃO

Art. 7º – Serão ofertadas as seguintes premiações:

7.1 – Para o Maior Robalo Flecha do Brasil.

7.2 – Para o maior Robalo Peva do Brasil.

7.3 – Para os maiores peixes capturados em cada estado, independente de categoria.

7.4 – Para o maior robalo na Categoria Especial Feminina.

7.5 – Para o maior robalo na Categoria Especial Infanto-Juvenil.

7.6 – Serão ofertados diplomas a todos que tiverem seus vídeos homologados no Torneio.

7.7 – Serão sorteados prêmios entre todos os participantes que tiverem seus vídeos homologados que serão divulgados nas diversas mídias oficias do Torneio.

Obs: Os pescadores premiados com o Maior Robalo Flecha do Brasil, e o Maior Robalo Peva do Brasil, não participarão da premiação estadual.

 

          TÍTULO VIII   –   DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 8º – Os participantes cederão gratuitamente a autorização para o uso de suas imagens, sons e vídeos, em qualquer tipo de mídia e/ou evento organizado pela Comissão Organizadora.

8.1 – Não caberão recursos às decisões do Conselho Técnico.

8.2 – Qualquer participante que tentar desvirtuar ou ludibriar o Regulamento Geral do Torneio, ou sua organização poderá ter a sua inscrição CANCELADA pela Comissão Organizadora.

8.3 – Os casos omissos deste Regulamento serão apreciados e decididos, de forma final, pela Comissão Organizadora.

 

Donwload

 

 

Em caso de dúvidas entre em contato com a Comissão Organizadora clicando aqui.